Resenha | A máquina do tempo, de H. G. Wells

Publicado em 1895, A máquina do tempo foi um livro pioneiro em muitos aspectos. Ele foi o primeiro romance de H. G. Wells e popularizou a ideia de viagem no tempo. Além disso, a obra foi o pontapé inicial de uma sequência impressionante de livros que se tornariam clássicos escritos pelo autor inglês: depois de A máquina do tempo, vieram A ilha do dr. Moreau (1896), O homem invisível (1897) e A guerra dos mundos (1898).

Continuar lendo “Resenha | A máquina do tempo, de H. G. Wells”

Resenha | Um conto de Natal, de Charles Dickens

Um conto de Natal foi minha última leitura de 2019. Como era de se esperar, eu pretendia publicar esta resenha entre os dias 24 e 25 de dezembro, mas o ritmo das coisas fica um pouco diferente no fim do ano… Não tem problema: esse clássico de Charles Dickens pode — e deve — ser lido em qualquer época do ano.

Continuar lendo “Resenha | Um conto de Natal, de Charles Dickens”

Resenha | O curioso caso de Benjamin Button, de F. Scott Fitzgerald

O CURIOSO CASO DE BENJAMIN BUTTON, seguido de BERNICE CORTA O CABELO
Autor: F. Scott Fitzgerald
Tradução: Rodrigo Breunig e Cássia Zanon
Editora: L&PM
Páginas: 96
Avaliação: 5-estrelas-otimo / Ótimo
Onde comprar: Amazon

A L&PM tem em seu vasto catálogo de livros de bolso a coleção 96 páginas, que reúne livros curtos e eBooks com contos, novelas e ensaios de grandes autores. Um dos títulos é esse O curioso caso de Benjamin Button, seguido de Bernice corta o cabelo, com dois dos contos mais conhecidos do escritor norte americano F. Scott Fitzgerald. Escolhi essa leitura por causa da primeira história, mas a segunda também é excelente.

Continuar lendo “Resenha | O curioso caso de Benjamin Button, de F. Scott Fitzgerald”

Resenha | A desobediência civil, de Henry David Thoreau

A desobediência civil
Autor: Henry David Thoreau
Tradução: Sergio Karam
Editora: L&PM
Páginas: 88
Onde comprar: Amazon

Em 1846, o norte-americano Henry David Thoreau foi preso por se recusar a pagar impostos. Ele passou apenas uma noite na cadeia, mas a experiência o levou a escrever um de seus ensaios mais conhecidos: A desobediência civil, que seria publicado três anos depois. Desde então, a obra vem inspirando rebeldes de diferentes países e gerações.

Continuar lendo “Resenha | A desobediência civil, de Henry David Thoreau”