‘O Conto da Aia’: a distopia que inspirou a série ‘The Handmaid’s Tale’

Quando lançam uma série ou filme inspirados num livro, gosto de ler, sempre que possível, antes de ter contato com a obra audiovisual. Mas com The Handmaid’s Tale fiz o caminho inverso.

Foi o Lucas que me deu a dica da série no início de 2018, e claro que fui assistir. Recomendo que você veja, mas não que faça como eu fiz.

Continuar lendo “‘O Conto da Aia’: a distopia que inspirou a série ‘The Handmaid’s Tale’”

Com temas ainda atuais e uma construção muito interessante, ‘Carrie’ conserva seu frescor até hoje

Primeiro livro de Stephen King, Carriefoi resenhado pela Carla aqui no blog em 2016. Mas como a obra ganhou uma edição especial (dentro da ótima coleção Biblioteca Stephen King, com capa dura, nova tradução e sem o aposto “a estranha” no título), achei válido fazer um novo post sobre ele, agora com a minha opinião.

Continuar lendo “Com temas ainda atuais e uma construção muito interessante, ‘Carrie’ conserva seu frescor até hoje”

Livre-arbítrio e legado familiar são os temas da HQ ‘Condado Maldito 4’

O livre-arbítrio é um dos principais temas da série Condado Maldito. Desde o primeiro volume, a protagonista, Emmy, precisa tomar decisões que a aproximam ou a afastam da bruxa Hester Beck, com quem ela tem uma grande ligação. Neste volume 4 não é diferente.

Continuar lendo “Livre-arbítrio e legado familiar são os temas da HQ ‘Condado Maldito 4’”

Resenha | ‘Meu Nome é Selma’: a impressionante autobiografia de uma heroína que sobreviveu ao nazismo

Sempre que lemos ou escutamos falar sobre a ocupação nazista na Holanda, o nome de Anne Frank é o primeiro que nos vem à cabeça. Afinal, a adolescente — que morreu aos 15 anos no campo de concentração Bergen-Belsen, em 1945 — legou ao mundo um diário que se tornou um dos livros mais lidos de todos os tempos. Na autobiografia Meu Nome é Selma, conhecemos a história de outra jovem judia que sentiu na pele os horrores do nazismo: Selma Van de Perre. Apesar de todo o sofrimento, seu relato tem um final feliz.

Continuar lendo “Resenha | ‘Meu Nome é Selma’: a impressionante autobiografia de uma heroína que sobreviveu ao nazismo”