Resenha | Corpos secos, de Luisa Geisler, Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado

Duas coisas chamam a atenção imediatamente em Corpos secos. A primeira é que o livro tem quatro autores; a segunda é que a história se passa num Brasil devastado por uma epidemia fatal. Antes que alguém chame os escritores e os editores de oportunistas, é preciso esclarecer que o livro estava pronto antes da pandemia de Covid-19, e foi discutido se o lançamento deveria ser adiado. Aqui o perigo não é o coronavírus, mas uma doença sem cura que mata e transforma as pessoas em criaturas semelhantes a zumbis. Seus corpos secam, fungos e cogumelos brotam de suas peles e elas passam a se alimentar de carne humana.

Continuar lendo “Resenha | Corpos secos, de Luisa Geisler, Marcelo Ferroni, Natalia Borges Polesso e Samir Machado de Machado”

Crítica | Bird Box

O filme Bird Box, dirigido por Susanne Bier e produzido pela Netflix, acabou de ser lançado e já se tornou um dos principais assuntos da internet. Estrelado por Sandra Bullock, o longa vem dividindo opiniões, da mesma forma que aconteceu com o livro Caixa de pássaros, de Josh Malerman, do qual ele foi adaptado.

Continuar lendo “Crítica | Bird Box”

Resenha | Caixa de pássaros, de Josh Malerman

livroCAIXA DE PÁSSAROS
Autor: Josh Malerman
Tradução: Carolina Selvatici
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Minha avaliação: 4-estrelas-muito-bom (Muito bom)
Onde comprar: Amazon

Publicado em 2014 nos Estados Unidos e em 2015 aqui no Brasil, o livro Caixa de pássaros divide opiniões desde que foi lançado. Alguns leitores adoraram a obra, enquanto outros disseram ter se decepcionado. Eu comprei o livro com o pé atrás. Afinal, parecia muito marketing que seu autor, o músico Josh Malerman, fosse comparado a Stephen King logo em seu primeiro livro… Era exagero? Sim, mas agora, com a leitura concluída, posso afirmar que Caixa de pássaros me surpreendeu.

Continuar lendo “Resenha | Caixa de pássaros, de Josh Malerman”

Resenha | A estrada, de Cormac McCarthy

Livro A estradaA estrada
Autor: Cormac McCarthy
Tradução: Adriana Lisboa
Editora: Alfaguara
Páginas: 234
Compre pela Amazon: amzn.to/2gNd7q3

Decidi fazer uma resenha especial para o Dia dos Pais, e o primeiro livro que me veio à cabeça foi A estrada, do norte-americano Cormac McCarthy (autor de Onde os velhos não têm vez). Não me lembro de nenhum outro que tenha sido tão emocionante ao descrever os laços entre pai e filho. McCarthy, inclusive, dedicou a obra ao seu filho, John.

A história se passa num mundo pós-apocalíptico, num futuro não muito distante. As informações sobre o que aconteceu são escassas: houve clarões e tremores, o céu ficou coberto de fuligem, as águas se tornaram estéreis e muitas pessoas e animais morreram. Com o passar do tempo, alguns sobreviventes tiveram que escolher entre a sobrevivência e a civilização. Muitos deles preferiram a primeira; por isso se organizaram em gangues e se tornaram canibais.

Continuar lendo “Resenha | A estrada, de Cormac McCarthy”