Resenha | O sol vinha descalço, de Eduardo Rosal

Uma das minhas metas de leitura para 2020 era ler mais poesia. Por isso, fiquei muito feliz quando a Oasys Cultural me enviou O sol vinha descalço, elogiado livro de estreia do poeta carioca Eduardo Rosal.

Continuar lendo “Resenha | O sol vinha descalço, de Eduardo Rosal”

Resenha | Pó de lua, de Clarice Freire

Pó de lua
Autora: Clarice Freire
Editora: Intrínseca
Páginas: 192
Compre pela Amazon: http://amzn.to/2gQRN3m

Em 2014 descobri por acaso no Instagram um perfil todo fofo, cheio de desenhos e poesias desconstruídas, palavras soltas, recortadas e que, ao mesmo tempo, faziam muito sentido! Um pouco depois, fiquei sabendo que a pernambucana Clarice Freire, autora daquelas artes tão encantadoras, lançaria o livro Pó de Lua, um apanhado de suas poesias (ou “escritos desenhados”, como ela mesma diz).

Continuar lendo “Resenha | Pó de lua, de Clarice Freire”

Resenha | O Flautista de Manto Malhado em Hamelin, de Robert Browning

capa-livroO Flautista de Manto Malhado em Hamelin
Autor: Robert Browning
Tradutor: Alípio Correia de Franca Neto
Editora: Iluminuras
Páginas: 80
Compre pela Amazon: amzn.to/2j1O18p

Considerado um dos principais poetas ingleses, Robert Browning morreu há exatamente 127 anos, no dia 12 de dezembro de 1889. Uma de suas obras mais populares é o longo poema O Flautista de Manto Malhado em Hamelin, que recria, em 303 versos, a famosa lenda medieval alemã.

Continuar lendo “Resenha | O Flautista de Manto Malhado em Hamelin, de Robert Browning”