Resenha | O sol vinha descalço, de Eduardo Rosal

Uma das minhas metas de leitura para 2020 era ler mais poesia. Por isso, fiquei muito feliz quando a Oasys Cultural me enviou O sol vinha descalço, elogiado livro de estreia do poeta carioca Eduardo Rosal.

Profundo e acessível

Em seus versos, Rosal transita por diferentes temas: a memória, o amor, o cotidiano, a condição humana… O sol e o silêncio são elementos recorrentes e, mesmo com a profundidade dos poemas, a linguagem do poeta não é rebuscada.

“Tenho tido tão pouco ódio
que chego a ter medo
de não estar sendo
o mais humano que posso.”

Muitos versos são inspirados por pequenos detalhes do dia a dia. Eduardo Rosal extrai poesia de objetos e momentos prosaicos, como a moeda caída no vão do sofá ou o chocolate que derrete na mão. Em (In) Ação, ele questiona:

“Sou descobridor do que é inédito no óbvio?”

A resposta seria sim. E o poeta desvenda esse óbvio e o transforma em arte.

O poeta Eduardo Rosal.

As corujas de Minerva

O livro é dividido em cinco partes, sendo a última, As corujas de Minerva, a minha preferida. Nessa seção, Rosal versa principalmente sobre a infância e sobre recordações dos pais, formulando imagens e sensações com as quais qualquer pessoa pode se identificar.

“A partir de amanhã não terei pai, mãe, irmãos,

para abafar
o estralar dos móveis da casa
e algumas conversas com o teto.”

Vencedor do Prêmio Maraã de Poesia de 2015, O sol vinha descalço é um ótimo livro. Reconheço que não sou um leitor assíduo de poesia e, por isso, não me proponho a discutir formas ou significados. Mas o talento de Eduardo Rosal com as palavras é evidente, assim como a beleza das imagens e das reflexões que ele constrói em seus versos.

Sendo assim, recomendo seu livro de estreia tanto para quem está começando a ler poesia, quanto para leitores veteranos que querem se aprofundar na obra de poetas contemporâneos.


Capa do livro O sol vinha descalço, de Eduardo Rosal.

Avaliação: 4.5 de 5.

O SOL VINHA DESCALÇO
Autor:
Eduardo Rosal
Editora: Reformatório
Páginas: 96
Onde comprar: site da editora Reformatório

*Livro recebido através da parceria com a Oasys Cultural.


Postado por Lucas Furlan

É formado em Comunicação Social e trabalha com criação de conteúdo para a internet. Toca guitarra e adora música e cinema, mas, antes de tudo, é um leitor apaixonado por livros.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s