Resenha | Stephen King, a biografia – Coração assombrado, de Lisa Rogak

Stephen King, a biografia – Coração assombrado
Autora: Lisa Rogak
Tradução: Cláudia Guimarães
Editora: Darkside Books
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon

Não deixa de ser irônico. Stephen King, um dos grandes mestres do terror, é um tremendo de um medroso. O escritor norte-americano tem medo de ratos, de aranhas, do escuro, da morte, de aviões, de terapeutas… Essa faceta de King serviu de inspiração para o título da excelente biografia Coração assombrado, de Lisa Rogak, lançada aqui no Brasil pela Darkside Books.

O livro cobre toda a vida de Stephen King — ou Steve, como ele prefere ser chamado: da infância pobre até o reconhecimento mundial como um dos mais bem sucedidos escritores da história, passando pelo seu vício em álcool e drogas e pelo terrível atropelamento que quase tirou sua vida em 1999.

Lisa Rogak narra como foi o processo criativo de praticamente todas as obras de King e, com a leitura, fica claro como o escritor usou muitas de suas experiências pessoais como matéria-prima.

Os personagens infantis cheios de problemas familiares criados por Stephen King são um reflexo da ausência do pai em sua vida (Donald King saiu de casa um dia com a desculpa de que iria comprar cigarros e nunca mais voltou, abandonando a esposa e seus dois filhos pequenos). O sumiço do pai fez com que Steve, David (seu irmão mais velho) e sua mãe levassem uma vida muito difícil, marcada pela escassez de dinheiro e por mudanças constantes de casa.

Por outro lado, as muitas mulheres fortes presentes nos livros de King também têm relação com as duas mulheres mais importantes da vida do escritor: sua mãe, Ruth, e sua esposa, Tabitha, com quem ele começou a namorar em 1968. Elas sempre foram seu porto seguro, incentivando-o a escrever e o ajudando a segurar as pontas nos momentos mais difíceis. Os três filhos de Steve e Tabitha (Naomi, e os escritores Joe Hill e Owen King) também têm um grande destaque no livro.

Em Coração assombrado também lemos sobre a forma tranquila como Stephen King lida com a fama (mesmo sendo milionário e tendo muitos fãs assustadores) e como ele se relaciona com outros autores, editores e amigos. Praticamente todos eles descrevem o escritor como uma pessoa acessível e generosa.

As incursões de King pelo cinema, pela música, pelos quadrinhos e pelo teatro também aparecem no livro, assim como sua devoção à cultura pop, que fez com que muitos críticos torcessem o nariz para o seu trabalho — embora, atualmente, veículos prestigiados como a revista New Yorker reconheçam a importância do autor de Carrie e Sobre a escrita para a literatura mundial.

Stephen King, o biografado, e Lisa Rogak, a biógrafa. (Reprodução)

Coração assombrado não é uma biografia autorizada, mas isso não tira seus méritos. Lisa Rogak é uma biógrafa experiente e o livro é excelente.

E o que dizer dessa edição? A própria Darkside Books já tinha publicado Coração assombrado por aqui em 2013, mas, no ano passado, a Caveirinha se superou e lançou essa linda edição especial pra comemorar os 70 anos de Stephen King. Tem capa dura, pintura trilateral, posfácio atualizado, cronologia e bibliografia do biografado, notas de rodapé e muitos detalhes especiais — como os recursos para esconder o número 13 nas páginas e no texto, afinal, o Steve também tem medo desse número…

Livro indispensável para os fãs de Stephen King!

AVALIAÇÃO

5-estrelas-2

 Fotos: Lucas Furlan.

2 comentários em “Resenha | Stephen King, a biografia – Coração assombrado, de Lisa Rogak

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s