Resenha | A feiticeira de São Judas Tadeu dos Milagres, de Isa Prospero

Enquanto lia A feiticeira de São Judas Tadeu dos Milagres, lembrei bastante dos livros da Coleção Vaga-lume. Muitas das obras da clássica série da editora Ática tinham como personagens pessoas comuns que tinham que encarar, ao lado de amigos e familiares, situações cheias de mistérios e descobertas. O conto de Isa Prospero tem essa mesma pegada e, se fosse mais longo (e tivesse sido escrito há mais tempo), poderia perfeitamente fazer parte da coleção.

Dona Simone e Heitor

A feiticeira do título é Dona Simone, uma pacata senhora de 83 anos que, num dia qualquer, recebe uma caixa extraviada há mais de seis décadas. A caixa contém uma bússola, uma adaga, um velho diário e um bilhete, que revela que a velhinha pertence a uma antiga linhagem de bruxos.

Ela decide ignorar essa novidade, até que recebe a visita de Heitor, um jovem alquimista que busca informações sobre uma feiticeira que viveria na cidade. Ele pretende matá-la, já que, segundo uma profecia, ela impediria os planos de vingança que ele tem contra seus inimigos. Vendo que Heitor está longe da família e não tem onde morar, Dona Simone o acolhe em sua casa, sem jamais revelar que a feiticeira que o garoto procura possivelmente seja ela mesma.

A escritora Isa Prospero (Foto: Penumbra Livros).

Feitiços de vó

Para não criar expectativas erradas, já falo que A feiticeira de São Judas Tadeu dos Milagres não tem batalhas de magia ou coisas do tipo. Dona Simone decide acalmar o espírito de vingança de Heitor, mas, ao invés de usar poderes mágicos, ela decide utilizar poderes típicos das avós: paciência, carinho, comidas deliciosas… e também pedidos de ajuda para ir à missa e fazer faxina.

O conto é muito bem escrito e a relação que surge entre os personagens é muito bem construída. A feiticeira de São Judas Tadeu dos Milagres é curtinho, está disponível em eBook por um preço muito baixo e faz parte do catálogo do Kindle Unlimited.

Além de escrever, Isa Prospero atua no mercado editorial na preparação e revisão de textos e também como tradutora (ela traduziu, por exemplo, a trilogia Executores, de Brandon Sanderson, e Circe, de Madeline Miller). Isa também escreve em um dos meus blogs preferidos, o Sem Serifa — que eu recomendo muito que você visite!

capa-a-feiticeira-de-sao-judas-tadeu-dos-milagres

A FEITICEIRA DE SÃO JUDAS TADEU DOS MILAGRES
Autora:
Isa Prospero
Páginas:
35
Onde comprar:
Amazon


Postado por Lucas Furlan

É formado em Comunicação Social e trabalha com criação de conteúdo para a internet. Toca guitarra e adora música e cinema, mas, antes de tudo, é um leitor apaixonado por livros.

3 comentários em “Resenha | A feiticeira de São Judas Tadeu dos Milagres, de Isa Prospero

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s