Resenha | Barcelona não é Espanha, de Márcio Menezes

BARCELONA NÃO É ESPANHA
Autor: Márcio Menezes
Editora: Rubra
Páginas: 224
Onde comprar: Livraria da Travessa

Você quer conhecer Barcelona para além dos pontos turísticos tradicionais, mas não tem grana para viajar até a capital da Catalunha? Sugiro que você leia o recém-lançado Barcelona não é Espanha, segundo romance do escritor carioca Márcio Menezes.

O escritor Márcio Menezes.

Roubos de obras de arte

Intenso e muito divertido, o livro é narrado por um brasileiro que se muda para Barcelona com a namorada entre 2002 e 2003. Não demora pra que o narrador fique solteiro, e ele logo se envolve com mulheres lindas e imprevisíveis.

Ao longo do livro, ele vai morar em uma casa comunitária, trabalha em subempregos (como iluminador de espetáculos pornográficos, por exemplo), é perseguido por um policial skinhead e entra para uma quadrilha — ao lado de um argentino e uma italiana — que rouba obras de arte.

Curiosidade: Márcio Menezes (autor também de Todo terrorista é sentimental, publicado em 2011 pela Record) afirmou que parte da inspiração para o romance veio de situações vividas por ele nos 8 anos que passou em Barcelona. Mas ele não disse quais dessas situações têm um fundo de verdade…

A edição da Rubra Editora inclui mapas da cidade de Barcelona.

A leitura de Barcelona não é Espanha é muito rápida e é difícil largar o livro até o final. O texto de Menezes é sagaz, repleto de cenas com sexo e drogas e cheio de referências à cultura pop (especialmente relacionadas a discos, músicas, bandas e cantores).

Mas o autor também trata de temas mais graves, como a xenofobia européia e o ódio que os catalães mais conservadores dirigem aos imigrantes, especialmente aos ilegais.

Humor e pegada pop

Apenas dois aspectos do livro me desagradaram um pouco. O primeiro é o excesso de contextualizações sobre lugares e pessoas citados pelo narrador, como se fossem notas de rodapé proferidas por ele. Esse recurso não compromete o texto, mas acaba deixando-o meio enciclopédico em algumas ocasiões.

E o segundo é a rapidez com que se dá o desfecho. Personagens importantes simplesmente saem de cena e tudo se resolve com muita facilidade para o protagonista.

Mas, na minha opinião, isso não tira os méritos de Barcelona não é Espanha, que é um livro incrível. Se você estava procurando um ótimo autor nacional contemporâneo, que escreve com bom humor e pegada pop, precisa conhecer o trabalho de Márcio Menezes.

*Livro recebido através da parceria com a Oasys Cultural.

 

 

2 comentários em “Resenha | Barcelona não é Espanha, de Márcio Menezes

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s