Resenha | O paraíso são os outros, de Valter Hugo Mãe

Em A desumanização, romance de 2013, o escritor português Valter Hugo Mãe subverteu a famosa sentença de Jean-Paul Sartre, “o inferno são os outros”, e cravou: “o paraíso são os outros”. A partir da reflexão surgida dessa inversão otimista, Mãe escreveu esse belo livrinho, que foi publicado originalmente em 2014 e ganhou nova edição da Biblioteca Azul no ano passado.

O amor pela ótica de uma criança

O paraíso são os outros apresenta as impressões de uma menina sobre os relacionamentos e o amor, não apenas entre casais, mas também entre amigos, familiares, pais e filhos, e até animais. Algumas de suas conclusões são aparentemente óbvias, porém é aí que está a grande sacada de Valter Hugo Mãe.

Foto: Facebook Biblioteca Azul.

Ao dar voz a uma criança, o autor se diverte com a sabedoria infantil e relembra os adultos de coisas que todo mundo diz saber, mas muitos não colocam em prática: o amor deve ser uma solução, não um problema; a violência doméstica precisa ser denunciada e punida; nós devemos ajudar e respeitar uns aos outros, etc.

Mãe faz sua pequena narradora falar com naturalidade e inocência e nos lembra de como essas coisas são simples. O livro tem um tom infantil, mas, no fundo, o recado é direcionado às pessoas crescidas.

“Os adultos apaixonam-se ao acaso, ainda que façam um esforço para escolher muito ou com muita inteligência. Já aprendi. O amor é um sentimento que não obedece nem se garante. Precisa de sorte e, depois, de empenho. Precisa de respeito. Respeito é saber deixar que todos tenham vez. Ninguém pode ser esquecido.”

Uma preciosidade

O texto também tem observações muito engraçadas e típicas de uma criança, como o fato de que todo mundo engorda depois de casar e a ressalva da menina de que talvez ela não queira perder o fôlego quando se apaixonar, como acontece com tantas pessoas.

O paraíso são os outros é um livro curtinho, muito singelo e delicado. Essa edição da Biblioteca Azul apresenta inúmeras ilustrações do autor, pelas quais ele, com bom humor, pede desculpas no final do volume.

Por nos transmitir uma mensagem de amor, solidariedade, respeito e empatia, essa obra é uma preciosidade nesses tempos pesados em que vivemos.

capa-o-paraiso-sao-os-outros

O PARAÍSO SÃO OS OUTROS
Autor: Valter Hugo Mãe
Editora: Biblioteca Azul
Páginas: 64
Onde comprar: Amazon


Postado por Lucas Furlan

É formado em Comunicação Social e trabalha com criação de conteúdo para a internet. Toca guitarra e adora música e cinema, mas, antes de tudo, é um leitor apaixonado por livros.

4 comentários em “Resenha | O paraíso são os outros, de Valter Hugo Mãe

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s