Resenha | Amores ao sol, de Lucão

Amores ao sol
Autor: Lucão
Editora: Planeta
Páginas: 256
Onde comprar: Amazon

Lá vamos nós outra vez! Sempre que venho escrever no Valeu, Gutenberg!, você pode esperar por textos mais sentimentais que técnicos – não sei escrever de outra maneira!

Hoje venho falar de um livro que me tocou profundamente – aliás, continua mexendo em algo por aqui (tanto que ainda não saiu de minha mesinha de cabeceira).

Amores ao Sol é o primeiro romance do Lucão, escritor goiano que tem outros três livros publicados, todos de poesia: É cada coisa que escrevo só pra dizer que te amo (2015), Telegramas (2016) e Dois avessos (2018, escrito em parceria com Fabio Maca).

O romance conta a história do peregrino brasileiro Luca que, em seu primeiro dia no Caminho de Santiago de Compostela, conhece um conterrâneo, Rodrigo. Este lhe conta que no início de sua peregrinação caminhou ao lado da argentina Sol, mas que, numa das manhãs ao acordar, descobriu que a amiga tinha partido sem dizer nada. Preocupado com o que pode ter acontecido com ela, Rodrigo parte numa busca desesperada ao longo do Caminho.

Luca se envolve profundamente com a história de Rodrigo e Sol e, embora não consiga acompanhar o amigo por conta de uma lesão, não desiste de descobrir o paradeiro da moça.

Sem nunca se desligar totalmente de Rodrigo, Luca faz o seu Caminho enfrentando medos e incertezas, criando laços com novos amigos que conhece a cada dia e, acima de tudo, descobrindo muito do que precisava a cerca de si mesmo.

Amores ao sol, uma ficção inspirada em acontecimentos reais que Lucão vivenciou nas duas vezes que trilhou o Caminho de Santiago, encanta por sua simplicidade e sinceridade, por nos apresentar personagens ricos e complexos em seus momentos de maior fragilidade.

Leitores que, como eu, sonham em um dia fazer a famosa peregrinação pela Espanha, poderão conhecer e experimentar um pouco da rotina enfrentada pelos peregrinos: como são as caminhadas, os albergues, os encontros…

Lucão escreveu um livro inspirado e inspirador, que provoca risos e lágrimas. Aquele livro que li me segurando para não acabar tão depressa. Ansiosa por saber como terminaria, mas não querendo que acabasse. Sabe como é?

Ah, uma dica: no perfil do autor no Instagram é possível ver em seus destaques do Stories, dezenas de fotos do Caminho. Cenários reais onde se passam diversas cenas de Amores ao sol e dos companheiros de peregrinação que serviram de inspiração para os personagens.

AVALIAÇÃO

5-estrelas-2

Fotos: Lucas Furlan

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s