Resenha | O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde, de Robert Louis Stevenson

Capa-do-livro.jpgO estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde (presente em O clube do suicídio e outras histórias)
Autor: Robert Louis Stevenson
Tradução: Andréa Rocha
Editora: Cosac Naify
Páginas: 98 (novela) e 448 (livro)

A história é conhecida. Durante uma noite de sono, o escritor escocês Robert Louis Stevenson ficou muito agitado. Ele se mexia na cama e resmungava; obviamente, estava tendo um pesadelo. Preocupada com o marido (que tinha uma saúde muito frágil), sua esposa, Fanny, decidiu acordá-lo. Ao abrir os olhos, Stevenson lamentou; ele realmente estava tendo um sonho ruim, mas as imagens que se formaram em seu cérebro durante o sono tinham sido intrigantes. Inspirado por elas, Stevenson escreveu uma das histórias mais influentes de todos os tempos: O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde, também conhecida como O médico e o monstro.

O curto romance (ou novela) foi publicado em 1886 e se tornou um sucesso instantâneo. O livro narra a investigação do advogado Mr. Utterson para descobrir qual é a ligação entre o médico Henry Jekyll, que é seu cliente e amigo, com um homem violento chamado Edward Hyde. Utterson tem motivos para desconfiar que Jekyll está sendo chantageado por Hyde, e teme que o amigo esteja correndo risco de vida.

À medida que a narrativa avança, Mr. Utterson e o leitor descobrem que o laço que une Jekyll e Hyde é surpreendentemente estreito.

O escritor escocês Robert Louis Stevenson (1850-1894).

Uma história conhecida até por quem nunca a leu

A história criada por Robert Louis Stevenson já foi recontada inúmeras vezes e, por isso, o segredo de Jekyll não é novidade para a maioria dos leitores. Mas a forma como o autor constrói sua atmosfera de mistério ainda é fascinante. Ao ler o texto nos dias atuais, é difícil não imaginar a cara de surpresa de quem conheceu a história no final do século XIX, especialmente com as cartas reveladoras que fecham a narrativa.

Mesmo os leitores mais jovens que nunca ouviram falar desse livro clássico, com certeza já entraram em contato com a história, ainda que indiretamente.

A trama de O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde já foi homenageada/satirizada em inúmeros filmes e desenhos, e seus personagens já foram reaproveitados, por exemplo, na HQ A liga extraordinária (que deu origem ao filme estrelado por Sean Connery) e na série Once upon a time. Eles também serviram de inspiração para um dos heróis mais populares da Marvel (se eu falar qual é, vou dar spoiler do livro, mas não é difícil adivinhar de quem estou falando).

Os astros do “Dark Universe”, da esq. para a dir.: Sophia Boutella (a múmia Ahmanet), Johnny Depp (o Homem Invisível), Tom Cruise (Nick Morton, também de “A múmia”), Javier Bardem (Frankestein) e Russell Crowe (Dr. Jekyll).

Dark Universe

E, falando em adaptações, Jekyll e Hyde serão fundamentais no projeto cinematográfico Dark Universe. Pra quem não sabe, os estúdios Universal vão lançar nos próximos anos uma série de filmes com personagens clássicos do terror, como Drácula, Frankenstein e Lobisomen. Interpretado por Russell Crowe, o Dr. Jekyll será uma das figuras responsáveis por conectar todas essas produções. Ele já aparece no primeiro filme desse projeto, A múmia, que foi lançado em junho.

No começo do século passado, os estúdios Universal produziram inúmeros “filmes de monstros” e, desde aquela época, personagens de obras diferentes como O homem invisível, O fantasma da ópera e O monstro da lagoa negra foram colocados todos no mesmo balaio. Acredito que seja por isso que O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde seja normalmente relacionado a livros como Drácula e Frankenstein.

Porém, Mr. Hyde não é um monstro. Bom, ele mata velhos e pisa em criancinhas… Então, corrigindo: ele não é um monstro sobrenatural. E a história de Stevenson é muito mais uma narrativa de mistério do que de terror.

Mais do que “apenas” assustar o leitor, o escritor escocês teve a intenção de descrever como cada pessoa possui diferentes facetas dentro de si, e como essas mesmas facetas precisam ser exibidas ou escondidas pra que determinados propósitos possam ser alcançados.

Detalhe da sobrecapa e capa da 1a edição da Cosac Naify.

Outras edições

O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde foi incluído na coletânea O clube do suicídio e outras histórias, lançada pela finada Cosac Naify. Nos extras desse volume, há um texto de Vladimir Nabokov, autor de Lolita, sobre essa novela. Mas se você não tiver acesso a esse livro, não tem problema. A obra também foi editada por inúmeras outras editoras, como Companhia das Letras, L&PM e Martin Claret, geralmente com o nome de O médico e o monstro. As edições da L&PM e da Martin Claret incluem ainda Frankenstein e Drácula.

Um livro não é tão influente e inspirador há tanto tempo à toa. Leia!

AVALIAÇÃO

5-estrelas-2

Fotos: Lucas Furlan, exceto imagem do elenco do Dark Universe (extraída da internet).

12 comentários em “Resenha | O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde, de Robert Louis Stevenson

  1. (esse comentário contém spoiler do livro)

    Realmente este livro prova que em todo ser humano habitam dois seres bem distintos um do outro.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s