Crítica | El Camino: a Breaking Bad Movie

Breaking Bad é considerada por muitos — inclusive por este que escreve — como uma das melhores séries de todos os tempos. Por isso, a notícia de que seria produzido um filme que se passaria após o desfecho da saga de Walter White causou certa apreensão: será que os produtores estragariam o que é praticamente perfeito? Ou será que o alto nível do primeiro derivado da série, a prequel Better Call Saul, seria alcançado novamente? Pra nossa felicidade, El Camino não decepciona.

Qual foi o destino de Jesse Pinkman?

O filme conta o que aconteceu com Jesse Pinkman (Aaron Paul) imediatamente após o último episódio de Breaking Bad. Não quero falar muito sobre o enredo pois isso poderia estragar a experiência de quem ainda não assistiu, mas posso dizer que Pinkman busca retomar as rédeas da sua vida. Completamente traumatizado, ele precisa de dinheiro e está sendo procurado pela polícia, que investiga qual é o envolvimento dele nos acontecimentos mostrados no último episódio da série.

Ao mesmo tempo que acompanhamos o presente de Jesse, vemos também várias cenas em flashback. Isso possibilita que El Camino traga de volta muitos personagens importantes de Breaking Bad, com destaque para Ed, vivido pelo ator Robert Forster, morto no último dia 11 de outubro. Esses retornos fazem a alegria dos fãs, mas todos os personagens que reaparecem influenciam de alguma forma o destino de Jesse.

+Leia também: Séries | Finalmente assisti Breaking Bad

Aaron Paul se destaca

Diversos outros elementos técnicos remetem à série original: edição, iluminação, trilha sonora… El Camino foi escrito e dirigido por Vince Gilligan, o criador de Breaking Bad, e ele, sabiamente, não quis reinventar a roda. O filme é um excelente epílogo para a série.

Se Gilligan conhece sua criação como ninguém, Aaron Paul mostra que ninguém conhece Pinkman mais do que ele. O ator dá um show como protagonista e é muito convincente ao mostrar as mudanças pelas quais seu personagem passou, tanto no presente quanto no passado.

El Camino é voltado totalmente para os fãs de Breaking Bad e não faz muito sentido você assistir se ainda não viu a série. Mas, pra quem gosta do seriado, é um prato cheio. Breaking Bad é tão impactante e viciante que, ao terminar o resumo que é apresentado antes do filme, dá vontade de rever as cinco temporadas.

É um filme que precisaria ter sido feito? Talvez não. Mas El Camino é um desfecho muito digno para a tortuosa jornada de Jesse Pinkman.

EL CAMINO: A BREAKING BAD MOVIE
Direção e roteiro: Vince Gilligan
Elenco: Aaron Paul, Charles Baker, Matt Jones, Robert Forster.
Duração: 122 minutos
Onde assistir: Netflix


Postado por Lucas Furlan

É formado em Comunicação Social e trabalha com criação de conteúdo para a internet. Toca guitarra e adora música e cinema, mas, antes de tudo, é um leitor apaixonado por livros.

2 comentários em “Crítica | El Camino: a Breaking Bad Movie

  1. Perfeito! El camino só faz sentido para quem viu a série. Aliás, faz jus a toda a premiação que recebeu. E ao terminar o filme, também tive vontade de rever a série.
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s