Resenha | Resposta certa, de David Nicholls

Capa do livro Resposta CertaResposta certa
Autor: David Nicholls
Tradução:
Claudio Carina
Editora:
Intrínseca
Páginas: 352
Compre pela Amazon:
amzn.to/2uT5jZs

Resposta certa é um livro que divide opiniões. Alguns o consideram chato e superficial. Outros – como eu – acham que se trata de uma comédia muito engraçada e divertida. Acredito que muita gente se decepciona por esperar que o romance seja semelhante ao best-seller Um dia, que tornou o nome de David Nicholls conhecido em todo o mundo. Mas essa comparação é totalmente equivocada.

Desafio universitário

Resposta certa foi lançado no Brasil só em 2012, na esteira do sucesso de Um dia, mas sua primeira edição foi publicada na Inglaterra em 2003 (seis anos antes da obra mais famosa do escritor). Se não bastasse, Resposta certa ainda foi o primeiro romance de Nicholls, e ele, inegavelmente, amadureceu bastante até criar a famosa história de Emma Morley e Dexter Mayhew.

Os gêneros e a “pretensão” dos dois livros também são bem diferentes. Um dia acompanha 20 anos da vida dos protagonistas, a partir do momento em que eles se conhecem ao terminar a faculdade, e, apesar de ser muito engraçado, é um drama; já Resposta certa narra os primeiros meses da vida universitária do jovem Brian Jackson em 1985 e é uma comédia rasgada.

Brian (ou Bri, como ele é chamado) é um gênio quando o assunto é conhecimentos gerais, mas é um idiota no que diz respeito à sua vida prática. Se não bastassem suas preocupações com as aulas de literatura, as ressacas e as espinhas, ele logo se dá conta de que seus objetivos principais na faculdade são outros: conquistar Alice Harbinson (uma linda, charmosa, rica e descolada aspirante à atriz) e conquistar o “Desafio universitário”, uma célebre competição de perguntas e respostas que é exibida na TV britânica desde 1962 (com o nome de Starter for ten, título original do livro).

Brian e Alice

Embora Alice não seja totalmente inacessível, logo fica claro que existe um abismo social e comportamental entre eles. Disposto a romper essa distância, Brian toma algumas atitudes que desapontam seus velhos amigos (como o rebelde Spencer Lewis) e também os novos (como a esquerdista Rebecca Epstein), e se vê metido em situações pra lá de ridículas e embaraçosas. Como ele mesmo diz:

Claro que sinto desprezo por panelinhas de descolados convencidos e privilegiados desse tipo, mas, infelizmente, isso não me impede de querer ser um deles.

(O capítulo em que Brian vai passar uns dias com a família de Alice numa casa de campo é particularmente hilária, com comportamentos familiares inusitados, comidas veganas e referências ao filme A primeira noite de um homem).

Os casais de Resposta certa e Um dia também provam como os livros são diferentes: enquanto no segundo o leitor passa o tempo todo pensando “quando é que eles finalmente vão ficar juntos?”, no primeiro a gente só consegue pensar “acho que não vai dar certo”…

O escritor David Nicholls.
O escritor David Nicholls.

Um protagonista complicado

Sem dúvida, outro fator que pode fazer com que muitos leitores não gostem do livro é a personalidade de Brian. David Nicholls construiu um protagonista dividido entre a inteligência e a estupidez, que é capaz de ser engraçado e sensível em uma linha, para ser tolo e egoísta na seguinte. Essa dualidade fica clara nos pensamentos de Brian, que são sempre muito mais espirituosos e brilhantes do que suas falas e atitudes. Resposta certa também não pode ser considerado exatamente um romance sobre amadurecimento ou crescimento individual.

Mas, sinceramente, o babaca do Brian Jackson me fez dar muitas gargalhadas. E é isso o que importa numa boa comédia.

AVALIAÇÃO

4-estrelas-2

PS: só depois que terminei de ler o livro descobri que ele já foi adaptado para o cinema! O filme foi lançado em 2006 com o nome de Starter for ten e chegou ao Brasil com o nome Garoto nota 10 (!). O mais surpreendente é a ficha técnica: ele foi produzido por Tom Hanks e tem no elenco nomes como James McAvoy (no papel de Brian), Alice Eve, Charles Dance, Rebecca Hall e Benedict Cumberbatch.

O trailer legendado que tem no You Tube está muito ruim, então vou postar o original em inglês mesmo:

 

Fotos: Lucas Furlan, exceto imagem de David Nicholls (extraída da internet).

13 comentários em “Resenha | Resposta certa, de David Nicholls

  1. Oi Lucas! Nicholls é um dos autores que mexe com esse meu gosto literário chamado “do contra” ❤ Mesmo após tantas resenhas e argumentos contra o Nicholls (exceto em "Um Dia", que é um livro que todo mundo ama e de fato é o que menos gosto rs), continuando adorando essa 'trilogia' ("Resposta Certa", "O Substituto" e "Nós") de personagens-nerds que são estranhos na juventude e rabugentos na fase coroa da vida. Tenho apenas uma bronca leve em relação às últimas páginas, pois cada desfecho acaba sendo tão ou mais atropelado que seus personagens. Não sei o quanto isto é proposital mas… até que faz sentido.

    Se conseguir ler O Substituto logo em seguida, novas risadas serão garantidas, Lucas! Pois, nesse caso, o protagonista é uma espécie de Brian aos trinta anos, e com um acúmulo ainda mais bizarro de eventos "sem noção" em sua vida rs.

    Enfim, sou entusiasta dos personagens esquisitos, admito 😀 E legal ver que tem mais leitores por aí que se divertem com tudo isso rs

    Abs,
    Rebeca

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Rebeca!

      Ainda bem que não estamos sozinhos rsrsrs!

      Vou procurar “O substituto” pra ler, valeu pela dica! E também “Nós”, pois você já me disse que é o seu favorito!

      Um abraço!

      Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s