Resenha | A tormenta de espadas, de George R. R. Martin

a-tormenta-de-espadas-capaA tormenta de espadas
Autor: George R. R. Martin
Tradução: Jorge Candeias
Editora: Leya
Páginas: 884
Compre pela Amazon: amzn.to/2uV9MbD

 Hoje é sexta-feira, dia de escrever sobre As crônicas de gelo e fogo. E finalmente chegou a vez de resenhar A tormenta de espadas, terceiro livro da saga criada por George R. R. Martin. O livro foi publicado no ano 2000, mas só ganhou uma edição brasileira em 2011. Eu costumo dizer que ele é o livro “onde tudo acontece”. Nada de spoilers comprometedores daqui pra frente, ok?

A tormenta de espadas é o meu livro favorito de As crônicas de gelo e fogo. Nenhum leitor está preparado para as coisas que acontecem nele. E mesmo que você acompanhe a série Game of thrones e já saiba o que te espera, ainda assim você vai se surpreender com a narrativa de Martin.

Falando na série, eu acredito que a terceira e a quarta temporadas foram as responsáveis por transformar Game of thrones no fenômeno cultural que é hoje, e elas – sim, as duas temporadas – foram baseadas em A tormenta de espadas. Mesmo que você tenha lido A guerra dos tronos e A fúria dos reis sem se entusiasmar muito, depois de terminar esse terceiro volume você será fisgado e vai querer ler a saga até o final. Repito: nenhum leitor está preparado para as coisas que acontecem nele.

personagens-tormenta
Os personagens de “A tormenta de espadas” na terceira e quarta temporadas de “Game of thrones”: Robb Stark (Richard Madden), Catelyn Stark (Michelle Fairley), Jaime Lannister (Nicolaj Coster Waldau) e Oberyn Martell (Pedro Pascal).

Revelações e novidades

O livro traz revelações sobre elementos muito importantes para a trama. O leitor aprende mais sobre os Selvagens (ou “povo livre”, que vive além da Muralha); sobre os Wargs (humanos capazes de entrar no corpo de animais); sobre a importância dos casamentos em Westeros; sobre R’hllor (o “Deus Vermelho”, venerado por Melisandre); sobre a “Baía dos escravos” (localizada além do Mar Estreito); e até descobre qual personagem foi responsável pela morte de Jon Arryn, que desencadeou todos os eventos narrados até ali.

O leitor ainda muda bastante a sua visão sobre Jaime Lannister. O cara não deixa de ser um canalha, mas, graças às reviravoltas criadas por George R. R. Martin, fica claro que ele não é desprovido de honra. Dessa forma, todas as certezas que você tinha construído sobre ele nos livros anteriores ficam abaladas. Também é impressionante perceber o tamanho da influência e do poder de seu pai, Tywin Lannister, sobre a política de Westeros.

Outro personagem que não pode passar batido é Oberyn Martell. Conhecido como “Víbora Vermelha”, ele chega a Porto Real com intenções misteriosas e logo se torna uma das figuras mais queridas do leitor.

Vai ler? Então prepare-se

George R. R. Martin acrescenta novos personagens com ponto de vista, que servem de “guia” nos capítulos. Em A tormenta de espadas, são 12: o patrulheiro Chett; os irmãos Jaime e Tyrion Lannister; Jon Snow; Catelyn Stark e seus filhos Sansa, Arya e Bran; Samwell Tarly (o grande amigo de Jon na Patrulha da Noite); Davos Seaworth; Daenerys Targaryen; e Merrett (um dos herdeiros da Casa Frey).

O leitor não pode se deixar intimidar pelo tamanho do livro. Como dito nas resenhas anteriores, a escrita de Martin é cheia de surpresas e não entedia o leitor (a não ser nas descrições de banquetes e jantares… Nesses casos ele exagera um pouco e poderia ser bem mais conciso). Caso você se perca com os personagens, os livros apresentam um apêndice com os nomes de todos que aparecem no volume, assim como sua filiação.

A tormenta de espadas é imperdível. Suas emoções serão jogadas pra lá e pra cá, você vai sentir alegria, ódio e tristeza, e vai ter certeza que Westeros é um lugar terrível pra se viver, mas não vai ver a hora de voltar pra lá. Só não se esqueça de duas coisas: 1) depois de ler esse livro, você vai precisar ler os próximos; 2) nenhum leitor está preparado para as coisas que acontecem nele, principalmente no epílogo. Não é verdade, Joffrey?

AVALIAÇÃO

5-estrelas-2

Imagens extraídas da internet.

5 comentários em “Resenha | A tormenta de espadas, de George R. R. Martin

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s