Crítica | Watchmen (2019)

Acho que nem o maior entusiasta da HBO acreditava que Watchmen seria uma série tão impactante. Primeiro, pela produção se posicionar como uma sequência direta da HQ, uma das mais importantes e complexas já lançadas; segundo, pela ausência já esperada do escritor Alan Moore, que sempre mantém distância das adaptações de sua obra — o desenhista Dave Gibbons, co-criador de Watchmen, atuou como consultor.

O que a gente não sabia era que o showrunner Damon Lindelof (responsável por Lost e The Leftovers) tinha captado tão profundamente a essência da HQ original, publicada em 1985.

Continuar lendo “Crítica | Watchmen (2019)”