Livros recebidos (e “recebidos pagos”) – Agosto 2021

Neste mês de agosto chegaram muitos livros aqui em casa — onze, mais precisamente — entre recebidos (do Grupo Companhia das Letras, Editora Seoman, Oasys Cultural e DarkSide Books) e “recebidos pagos”. No vídeo de hoje eu mostro todos eles.

Continuar lendo “Livros recebidos (e “recebidos pagos”) – Agosto 2021″

Resenha | Rápido e divertido, ‘Depois’ mostra que Stephen King continua em ótima forma

Talvez O sexto sentido tenha sido a principal inspiração de Stephen King para escrever Depois. Ambos apresentam garotos que interagem com pessoas mortas, e o filme é citado no texto mais de uma vez. Mas ao contrário do longa de M. Night Shyamalan, no qual os fantasmas pedem ajuda ao menino, no livro são os vivos que precisam do auxílio dos mortos.

Continuar lendo “Resenha | Rápido e divertido, ‘Depois’ mostra que Stephen King continua em ótima forma”

DarkSide Books lança nova marca editorial: ‘SOMOS Livros’

A Darkside Books lançou uma nova marca editorial, que recebeu o nome de SOMOS Livros. A proposta é apresentar obras — de ficção e não-ficção — que possam colaborar com o desenvolvimento pessoal dos leitores.

Continuar lendo “DarkSide Books lança nova marca editorial: ‘SOMOS Livros’”

O dia que Charlie Watts deu um murro na cara do Mick Jagger

Juro que esse blog não vai se tornar uma coleção de obituários, mas, mesmo tendo escrito ontem sobre o falecimento de Don Everly, eu não poderia deixar a morte de Charlie Watts passar em branco.  O baterista dos Rolling Stones partiu na manhã desta terça, aos 80 anos. Ele vinha apresentando problemas de saúde, tanto que já havia anunciado que não participaria da próxima turnê da banda.

Watts sempre foi reconhecido por ser um baterista muito preciso, discreto e elegante, características que ele conservava não só em cima do palco, mas também em sua vida pessoal. Keith Richards narra em sua ótima biografia, Vida, uma passagem que ilustra como Charlie Watts não perdia a elegância nem quando estava irritadíssimo.

Continuar lendo “O dia que Charlie Watts deu um murro na cara do Mick Jagger”