Análise | Game of Thrones: Dragonstone (S07E01) – Com spoilers

Finalmente! Depois de muita expectativa, estreou domingo (17/07) a penúltima temporada de Game of thrones. Semanalmente, você vai poder conferir aqui no Valeu, Gutenberg! uma análise do episódio mais recente da série. Pra começar, hoje é dia de falar sobre Dragonstone, ou, em português, “Pedra do Dragão”. Atenção: o texto contém muitos spoilers.

Arya

A primeira cena do episódio, ainda antes da exibição da abertura, surpreendeu muita gente. Walder Frey, o executor do “Casamento Vermelho”, dando um banquete para seus parentes? Mas ele não foi morto por Arya Stark no final da temporada passada? Sim! Na verdade quem estava ali era a própria Arya, vestindo o rosto do Lorde Frey. Ela deu prosseguimento ao seu plano de vingança e envenenou todos os Frey que estavam presentes.

Arya está ainda mais ousada e confiante. Em sua cena seguinte, ela encontra jovens soldados Lannister (um deles interpretado pelo cantor Ed Sheeran), que foram enviados para as Terras Fluviais para manter a paz depois da chacina da família Frey. Ela é convidada para ficar com eles e aceita. Pelo histórico de Game of thrones, todo mundo esperava que ela fosse sofrer uma tentativa de estupro, mas os soldados se mostram simpáticos e acolhedores. Talvez essa ameaça também tenha passado pela cabeça de Arya, mas ela, sabendo que poderia se defender, aceita mesmo assim.

No decorrer da conversa, Arya revela que está indo para Porto Real para matar a rainha Cersei, mas os rapazes acham que ela está fazendo graça. Mas e se eles levassem a confissão a sério? Sem dúvida, ela os mataria sem pestanejar, o que seria uma cena muito triste. Arya, além de confiante, está mais fria. Quais serão as consequências dessa nova postura dela?

Arya depois da vingança contra a família Frey.

Em Porto Real

Na capital de Westeros, a relação entre Jaime e Cersei Lannister não vai nada bem. A rainha se recusa a falar do suicídio de Tommen, alegando que não pode ficar de luto para sempre (embora suas vestimentas reais e o uniforme de seus guardas tenham passado a ser da cor preta); ela não se cansa de lembrar ao irmão que Tyrion mudou de lado e agora serve Daenerys; eles estão cercados de inimigos por todos os lados. Pra completar, sem que Jaime soubesse, Euron Greyjoy chega a Porto Real para negociar uma aliança com Cersei.

Em seu encontro com os irmãos Lannister, o novo rei das Ilhas de Ferro mostra várias de suas facetas: ele é, ao mesmo tempo, corajoso, sedutor, falastrão e psicótico. Ele ironiza Jaime várias vezes e flerta com Cersei, afirmando que cederá seus navios se a rainha aceitar se casar com ele. Ela recusa alegando que o pretendente não é confiável, mas fica visivelmente balançada. Euron não se dá por vencido e afirma que vai retornar com um presente que fará Cersei mudar de ideia.

Jaime não concorda com essa aliança (por motivos sentimentais e práticos), e não dá pra saber até quando ele vai se manter fiel à rainha/irmã.

Cersei e Jaime durante a visita de Euron.

Sam e a Cidadela

A rotina nojenta de Samwell Tarly na Cidadela teve bastante tempo de tela. Em seu treinamento para se tornar um meistre, Sam passa boa parte de seu dia limpando latrinas e participando de autópsias, mas seu objetivo é conseguir o máximo de informações sobre os Caminhantes Brancos. Ele pede autorização ao Arquimeistre Ebrose para acessar uma área restrita da biblioteca, mas o sábio nega, lembrando que aquele setor é apenas para Meistres.

Surpreendentemente, Ebrose diz que crê que Sam realmente viu o exército dos mortos, assim como acredita que a “Longa Noite” (uma lendária guerra contra os Caminhantes Brancos que teria acontecido há milhares de anos) foi real. Mas o Arquimestre afirma que vários acontecimentos que foram considerados anteriormente o “fim do mundo” eram apenas conflitos passageiros.

Contrariando as ordens, Sam consegue entrar na área proibida e leva vários livros para analisar. Num deles, descobre que o castelo de Pedra do Dragão foi construído sobre uma montanha de obsidiana, o material capaz de matar os Caminhantes Brancos. Provavelmente será essa descoberta que aproximará Jon Snow e Daenerys Targaryen.

Por fim, duas grandes revelações: o filho de Gilly finalmente cresceu, e Jorah Mormont está internado na Cidadela para se tratar da escamagris.

Sam na Cidadela.

Sandor Clegane

O Cão também teve uma participação grande nesse episódio. Ele segue ao lado de Beric Dondarrion e Thoros de Myr, embora não perca uma oportunidade de sacanear a fé deles no Deus R’hllor. Clegane mais uma vez mostra que tem um lado bom e questiona porque o Deus Vermelho trouxe Dondarrion de volta à vida tantas vezes, enquanto permite que injustiças aconteçam no mundo.

Em meio às suas dúvidas místicas, Clegane é incentivado por Thoros a tentar enxergar alguma coisa nas chamas de uma lareira (justo ele que tem medo do fogo). Para a surpresa de todos, ele vê um dos castelos da Muralha sendo atacado pelos mortos. Dondarrion dá a entender que a missão deles é lutar contra aquela ameaça.

Sandor Clegane, o “Cão de Caça”.

No Norte

Bran Stark e Meera Reed finalmente chegaram à Muralha, onde são acolhidos por Edd Doloroso. Durante todo o episódio foram feitas várias referências à proteção que a Muralha oferece contra os Caminhantes Brancos e os mortos. Por isso, acho que ela será destruída (ou pelo menos violada) até o fim da temporada. Acidentalmente, o causador disso pode ser o Bran, assim como aconteceu no represeiro do Corvo de Três Olhos.

Bran tem uma visão assustadora com um exército de mortos, que inclui um gigante! Ele é muito parecido com Wun Wun (que morreu na retomada de Winterfell), mas será que Jon Snow permitiria um vacilo desses? O gigante perdeu a vida dentro das muralhas do castelo da família Stark, e seu corpo deveria ter sido cremado imediatamente. Ou será que a magia do Rei da Noite é ainda maior do que a gente pensava? Ou será que não era Wun Wun?

Em Winterfell, Jon Snow e Sansa têm seu primeiro conflito em frente aos seus vassalos. O Rei do Norte perdoa os filhos dos traidores Kastark e Umber, enquanto a herdeira dos Stark queria que seus castelos fossem tomados e passados para outras famílias.

Com certeza, foi apenas o primeiro de muitos atritos entre eles, menos por uma questão de objetivos e mais por uma questão de método: enquanto Jon tenta ser apaziguador, Sansa tende a ser mais rígida e individualista (como ela mesma disse, ela aprendeu muito com Cersei).

Sansa entende que Jon é um ótimo líder, mas não sabemos por quanto tempo ela vai manter essa opinião (afinal, ela ainda não se livrou da influência de Petyr “Mindinho” Baelish.

Além dos protagonistas, Tormund segue entusiasmado com Brienne, enquanto a jovem Lyanna Mormont continua firme e carismática, capaz de calar dezenas de lordes nortenhos quando expõe suas opiniões.

Jon e Sansa no salão de Winterfell.

E em Pedra do Dragão (Dragonstone, no original)

Daenerys Targaryen, acompanhada de seus dragões, exércitos e conselheiros (Tyrion, Varys, Missandei, Verme Cinzento) finalmente volta para Westeros, e escolhe como sua casa Pedra do Dragão, o primeiro castelo de seus ancestrais. O visual é impressionante e vemos ângulos nunca mostrados enquanto Stannis Baratheon vivia por lá. Aliás, ao se deparar com um estandarte de Stannis, Daenerys o arranca com força e desprezo. Essa provavelmente será a postura que ela manterá contra seus inimigos.

A chegada de Daenerys é mostrada numa sequência longa, lenta e sem diálogos. Ela passa pela sala do trono, mas é só quando chega à sala do conselho que ela diz sua única frase para Tyrion: “Vamos começar?”. E o episódio acaba.

Dragonstone não teve surpresas e serviu basicamente para lembrar aos telespectadores onde e como cada personagem está. Cada um à sua maneira, eles estão mais sérios do que nunca, com mais responsabilidades do que nunca, e mais ameaçados do que nunca. A “Grande Guerra” começou, assim como outras “guerras menores”. Essa temporada promete.

Missandei, Tyron, Varys, Daenerys e Verme CInzento.

Imagens extraídas da internet.

3 comentários em “Análise | Game of Thrones: Dragonstone (S07E01) – Com spoilers

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s